Darcy Neves Moreira

Rio de Janeiro – Brasil


A  Mentora Espiritual Joanna de Ângelis na introdução do livro à Luz do Espiritismo, com mensagens de Vianna de Carvalho, diz-nos que: À Luz do Espiritismo equacionam-se problemas, aclaram-se ideias, surgem novos conceitos e outras tantas que nos permitem um olhar diferenciado para a vida e os acontecimentos diários. Quantas situações, vistas com o olhar do Espiritismo se aclaram. 


Esta semana ecoou nos jornais de Luanda, município de Viana, na África, uma notícia a respeito de um bebê de apenas um mês e vinte dias que criou um espanto por ter pronunciado em português palavras como mamãe e padre, no dialeto da região. Uns dizem ser maravilha, extraordinário e outros se manifestam com medo ou curiosidade. O padre diz: Vamos abençoar esta criança pois é um caso extraordinário e pede que a acompanhem para ver o seu futuro! A mãe fugiu para outra localidade com receio de lhe fazerem algum mal.


Esta é uma situação que podemos examinar sob a ótica espírita. Com certeza este caso não é o único, mas chama a atenção da população pelo fato inusitado de um bebê assim se comportar. Como entender? Buscando os conteúdos libertadores da Doutrina Espírita compreendemos que  o bebê, longe de ser alguém que começa a caminhada nesta vida como uma folha em branco, é alguém que retorna à experiência carnal para continuar o processo de crescimento espiritual não só consigo mesmo, mas abrindo espaços de crescimento da comunidade que vai atuar.


O caso relatado acima, aconteceu num pequeno vilarejo e faz lembrar os relatos de crianças que desde cedo informam detalhes de suas vidas passadas. Isto vai sendo confirmado por pesquisas como as do Dr. Yan Stevenson em seu livro 20 casos sugestivos de reencarnação com a  comprovação da veracidade das informações que as crianças prestavam.


Cada criança que renasce é alguém, que retorna à experiência carnal trazendo um programa a ser executado e que diz respeito à sua trajetória espiritual.  


Hermínio Miranda em seu livro Nossos filhos são espíritos, esclarece que cada ser é único, traz uma bagagem acumulada de experiências e que renasce nesta terras para crescer. Daí o impositivo daqueles que lhe servem de guias- seus pais, e responsáveis, se apropriarem do conteúdo da Doutrina Espírita para ajudar e amparar estes seres que, aparentando inocência trazem características próprias de sua herança espiritual.


Em Antes e depois do berço – o livro que estamos lançando agora,  buscamos nas obras doutrinárias conteúdos sobre esta fase da vida do espírito, com o  intuito de ajudar  pais, mães, avós, responsáveis e evangelizadores na complexa e divina tarefa da educação do espírito. Através de perguntas que faço a respeito de detalhes que vão sendo pesquisados desde a desencarnação (antes do berço), a preparação da alma no plano espiritual para o retorno e a  chegada com o novo corpinho, procuro responder com auxílio das obras citadas no livro, a extensa atuação da espiritualidade até a reencarnação.


Em realidade concluímos que cada menino e moço no mundo é uma promessa que Deus envia para estruturar uma nova humanidade que, com os olhos no devir, passa pela Terra buscando enriquecer-se e enriquecer os que ainda se encontram na retaguarda dos caminhos da evolução espiritual. 


Destacam-se pelas ideias inatas e pelo desejo do bem que vai sendo incentivado pelos educadores desde a mais tenra idade. Se os entendemos como espíritos mais adiantados que chegam “envelopados” em corpinhos tão sutis, entendemos que nossa missão junto a estes seres é de grande relevância, ainda mais junto daqueles que se apresentam com deficiências de toda ordem. 


Estas marcas que se traduzem em dores acerbas, clamam a todos para que nos empenhemos na busca de recursos espirituais a fim de minorar as suas dores. 


Essencial que recebam investimento do Evangelho de luz em suas almas para que superem as limitações impostas pelas deficiências físicas que nada mais são do que reflexo das sementes mal plantadas em séculos que se perdem no tempo, mas que a bondade do Senhor nos permite o reencontro para nova direção!


Saudemos os queridos amigos em qualquer fase da vida, comprometendo-nos a participar da tarefa de “medianeiros” das falanges do Bem que atuam na programação reencarnatória e no amparo das almas que chegam à Terra! 



Darcy Neves Moreira é educadora com formação em Serviço Social e em Pedagogia e integrante da diretoria colegiada do CEERJ – Conselho Espirita do Estado do Rio de Janeiro.

Leave a Reply

Your email address will not be published.