Lili Rojas
Bogotá, Colombia

        A passagem por mais uma encarnação é a promessa divina que Deus nos deu, de que o progresso é o caminho que nos conduz à meta da nossa criação “A FELICIDADE”.

        E o ato de servir, de uma forma ou de outra, dentro de uma instituição espírita para que seres com suas diferentes vivências espirituais sejam instruídos em sua razão de saber o que seu espírito precisa para pensar com retidão e agir com os necessários valores cristãos, é uma valiosa oportunidade de redenção para aqueles que nos denominamos Educadores Espíritas.

        E é nos valores cristãos que divulgamos onde essa instrução se transforma na educação que forma o nosso espírito e o prepara para enfrentar um de seus maiores desafios, a SUA TRANSFORMAÇÃO MORAL.

        Alguns de nós não se julgam suficientemente preparados para esta tarefa, mas aí nos encontramos afirmando que se nesta existência temos um papel tão importante para a nossa humanidade é porque realmente, tanto nós educadores como educandos, estaremos amparados pelo mundo espiritual para o PROGRESSO MÚTUO que nos espera, pois quem hoje lê este escrito e é guia espiritual encarnado em uma sala de aula espírita sabe que o primeiro que se educa a cada preparação de aula é o mesmo que a planeja: o “EDUCADOR”.

        Em cada uma das aulas somam-se diferentes experiências onde muitas vezes afirmamos que quem realmente nos ensina são as crianças e os jovens e podemos encontrar a verdadeira perfeição de tudo o que foi criado, porque não há ninguém na terra que não tenha nada a aprender com o próximo ou algo que ele não possa oferecer.

        Muitos de nós chegamos a uma sala de aula espírita desejando com entusiasmo, ignorando o que pedíamos com clamor antes de encarnar, outros ainda não sabem quando viram em nós alguma qualidade suficiente para nos delegar esta tarefa … Dizer hoje que nós só fazemos como um HOBBY seria não acreditar que o que estamos fazendo é conveniente tanto para nós quanto para as crianças que assistem, e que somos os educadores que mais precisam dessas lições que iremos repetir e de novo até que nossa alma o encontre como o único guia que ajudará a afastar nossas fraquezas.

        Um educador espírita se torna dia cada dia melhor no empenho do seu aperfeiçoamento moral, na sua educação íntima, no árduo empenho desta tarefa que por consequência, o une cada vez mais ao seu guia espiritual e na confiança de que o que faz é tão importante quanto o que os apóstolos de ontem fizeram ao espalhar o evangelho de Jesus se protegendo da vaidade.

        O educador espírita alimenta sua alma a cada aula, apazigua emoções que não lhe servem para progredir através do constante entusiasmo da preparação de suas aulas e sem perceber imediatamente que é o nosso caminho mais seguro para ir abandonando o que não nos convém como espíritus imperfeitos.

        Podemos chamar de “hobby”? Não, e sim, uma escolha de vida que nos deixa aprendizados que, se não os reconhecemos neste momento, os veremos no futuro quando encontrarmos cada um dos seres que juntos estávamos estimulando um despertar espiritual

        Você se lembra do seu primeiro dia diante daqueles pequenos e jovens que ouviam com atenção e com entusiasmo suas aulas, que gostavam de suas atividades e saíam com um sorriso no rosto?

        Guarde aquelas lembranças que realmente marcam a diferença das nossas vidas anteriores e onde nos podemos encorajar a continuar com empenho, responsabilidade e alegria a oportunidade que neste presente nos é concedida, não por acaso, como bem sabemos, senão por um causalidade que acredita que merecemos ajuda atrás de um quadro-negro.

        Se hoje te comprometeste com a educação das almas infantis, com certeza a tua alma está trabalhando na conquista da paciência, da tolerância e sobretudo do amor, valiosas virtudes que se converterão em tesouros.

        Parabéns pela grande tarefa de formar crianças e jovens ansiosos por recomeçar uma nova existência, com oportunidades de sucesso e que, com a sua ajuda como educador espírita, certamente o conseguirão. Seu cuidado e dedicação semeará sentimentos de bondade e amor pelos outros em seus corações.

        Agradeço a todos os que trabalham nesta tarefa porque a sua contribuição para o progresso da humanidade será incomparável, desejando que a sua tarefa seja sempre inspirada e protegida pelos guias espirituais e que o seu exemplo seja a lição mais compreendida por todos.

        E vamos lembrar as palavras de Fenelon:

“EDUCAR É FORMAR HOMENS DE BEM E NÃO APENAS HOMENS INSTRUÍDOS.”

 

 Lili Rojas é Espírita, autora do livro “Lecciones Infantiles del Evangelio según el Espiritismo”, fundadora e presidente do Instituto Espírita Fundación Nuestro Hogar, em uma localidade vulnerável no sul de Bogotá, com foco na educação espírita infanto-juvenil.

Leave a Reply

Your email address will not be published.